Com o ponta pé inicial da RiMO Play, fizemos questão de conversar com  o principal representante da Bandai Namco no Brasil, Gerson Souza (Diretor para América Latina), para saber mais sobre o Dragon Ball FighterZ - lançamento mais esperado do Ano para a Publisher - ,  qual importância do Brasil nos negócios e ainda, sobre as expectativas para 2018!


Para iniciar a conversa, nada melhor do que detalhes sobre o game! 
 

 
RP: Os players do mundo inteiro parecem estar ansiosos à espera de DRAGON BALL FighterZ? Qual a expectativa para o lançamento no Brasil?


GS: O entretenimento criado no Japão faz parte da vida dos brasileiros desde o final dos anos 60, com obras como Don Drácula, Sawamu e Zillion sendo lembradas com carinho até́ hoje. DRAGON BALL figura entre as mais amadas séries exibidas por aqui, e é considerada uma das principais responsáveis pela popularização da cultura do anime e mangá [quadrinhos japoneses] no Brasil. Isto por si só́ já́ faz com que qualquer novidade em torno da franquia fique no radar de fãs das antigas e novos entusiastas; e com o retorno positivo da imprensa e empolgação do público a cada novo detalhe divulgado, DRAGON BALL FighterZ tornou-se um dos títulos mais aguardados deste ano. A expectativa é altíssima!


RP: O jogo será dublado para Português? Por quê?


GS: Estamos cientes da legião de fãs que DRAGON BALL possui por aqui, e gostaríamos muito mesmo de dublar este jogo em Português Brasileiro, assim como já́ fizemos com títulos de outras franquias populares (Naruto e Cavaleiros do Zodíaco, por exemplo). Mas por conta da agenda de desenvolvimento apertada e complexidade do projeto, esta etapa da localização não se tornou possível. DRAGON BALL FighterZ contará com o áudio original em Japonês e Inglês, e terá́ sua interface e legendas totalmente localizados para Português Brasileiro e Espanhol Neutro.


RP: Goku tem algum poder especial ligado ao atual anime Dragon Ball Super? Se sim, qual?


GS: Goku é um personagem impressionante. Quando você̂ pensa que todas as suas possibilidades como guerreiro Saiyajin foram exauridas, ele vem e nos surpreende novamente. Em Dragon Ball Super, tanto Goku, quanto Vegeta despertam uma nova e poderosa forma no decorrer da animação. Esta nova habilidade Saiyajin está bem representada em DRAGON BALL FighterZ com as versões Goku SSDSS (Super Saiyajin Deus Super Saiyajin) e Vegeta SSDSS, ou, para simplificar, Goku Blue e Vegeta Blue, como vieram a ser conhecidos depois. Ambos lutadores possuem um conjunto de técnicas e habilidades exclusivas que refletem suas contrapartes do anime.


RP: DRAGON BALL FighterZ é um jogo de luta no formato arcade com grande potencial para campeonatos. A Bandai tem pretensão para entrar no universo de competições online (eSports) com este jogo?


GS: A Bandai Namco já́ possui iniciativas no universo dos e-Sports, como a participação do TEKKEN 7 em torneios internacionais, e Project CARS 2, que possui sua própria liga. Certamente contamos com DRAGON BALL FighterZ para ampliar a nossa presença no universo dos esportes eletrônicos. Em 2017, inclusive, DRAGON BALL FighterZ fez uma participação amistosa no renomado evento de jogos de luta EVO, um dos mais respeitados do mundo. A aceitação dos jogadores profissionais foi surpreendente, então não duvido nada que DRAGON BALL FighterZ figure na edição deste ano do torneio, ao lado de TEKKEN 7.


RP: Algum outro destaque do jogo, que você̂ gostaria de comentar?


GS: Sem dúvida um dos pontos mais altos de DRAGON BALL FighterZ é a qualidade da animação, que está́ impressionante. A ArcSystem Works é famosa por fazer um trabalho surpreendente na direção de arte de seus jogos, trazendo um “estilo 3D que parece desenhado à mão”, e com FighterZ não é diferente. Os jogadores poderão vivenciar novamente batalhas famosas e marcantes como se estivessem assistindo à um episódio do anime, e também poderão criar disputas que inimagináveis. Mal podemos esperar para ver o que os combates que vem por aí.

 

Aproveite a Promoção de Lançamento da RiMO Play e adquira um dos COMBOS de Dragon Ball FighterZ, clicando aqui. Corra antes que acabe!

Vamos falar agora sobre a Publisher Bandai Namco e sua presença no Brasil! 

 

Bandai-Namco-Logo


RP: Nos últimos anos, a Bandai tem marcado presença em eventos e feiras de games do Brasil. Qual a importância do Brasil para os negócios? 


GS: O Brasil é um território chave para o crescimento dos nossos negócios na América Latina. Por isso contamos com uma filial no país e equipe própria para poder oferecer serviços cada vez melhores aos nossos fãs e parceiros de negócio. Iniciativas como o programa Bandai Namco Now, gerenciamento local de comunidade, participações e parcerias em eventos especializados, e a busca constante por lançar os títulos simultaneamente com o mercado Americano reforçam este comprometimento com o país.


RP: Como a Bandai enxerga o mercado de PC no Brasil? É forte como console?


GS: Apesar dos jogos haverem sumido das prateleiras das lojas, o mercado de PC continua forte sim, agora praticamente exclusivo de plataformas de distribuição digital. Sua participação nas vendas é menor do que nos consoles, mas em contrapartida esta plataforma conta com uma base de consumidores mais especializada, que se interessa por muitos dos nossos produtos.


RP: A Bandai realiza ações específicas para o PC gamer? Se sim, quais? Se não, por quê?


GS: Costumamos realizar eventos em locais frequentados por esse público, bem como fazer ações de marketing com parceiros fabricantes de hardware e distribuição digital.


RP: Você pode comentar sobre os planos para 2018? Ex: Novos lançamentos, dublagem de jogos, participação em eventos, parcerias...


GS: Os últimos anos foram muito expressivos para a Bandai Namco, contando com o retorno de franquias consolidadas e lançamentos aguardados pelo público. Em 2018 o cenário não será́ diferente. Começamos com pé́ direito com DRAGON BALL FighterZ, que chega esta semana às lojas. Em Fevereiro temos o RPG Sword Art Online: Fatal Bullet, seguido por Ni No Kuni II: Revenant Kingdom, que está́ previsto para Março. Já́ divulgamos também DARK SOULS: Remastered, SOULCALIBUR™VI e o ONE PIECE: World Seeker. Muitos outros jogos serão anunciados ao longo do ano, então fiquem de olho pois muita coisa boa vem por aí.

 

RP: Por fim, qual seu jogo preferido? Ou quais?
 
Gerson-Souza-Diretor-Bandai Namco GS: Eu gosto de jogos de RPG de ação. Não é um gênero com novidades constantes, então ultimamente jogo mais no celular. Também adoro jogar PAC-MAN 256 com meu filho Nicolas de cinco anos.

 

Jogue também PAC-MAN! Veja lista de jogos disponíveis.


PAC-MAN 256   

 

Por Lucas Santos

 

  • Jan 25, 2018
  • Categoria: Blog
  • Comentários: 0
Deixe um comentário

Por favor, note que os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados